16 de dezembro de 2014

Meu melhor amigo é gay, o que eu faço?

Não faz sentido'
( A tag textos voltou hehehehehehe)

Pergunta difícil que a maioria das pessoas fazem e mais da metade delas nem sabem por onde começar a  respondê-la. 
Ontem passei por isso e hoje decidi compartilhar o que eu eu penso sobre isso. No início parece estranho, você saber isso sem nenhuma vírgula e mais  complicado, porque depois de tantos momentos felizes e tristes, você vai esperar que , ele te conte, porém não é bem assim. O maior erro do ser humano é achar que tudo está bem, em apenas um olhar. Pois é achava isso do meu amigo, mas na verdade, ele queria e ainda quer afeto, atenção e aceitação. Como adivinhar uma situação dessas? Eu digo que não. Às  vezes nós precisamos ouvir da boca nosso amigo(a), para enxergar o que está bem diante dos nossos olhos. Chateada, arrasada, envergonhada, não, para mim , não mudou nada, até porque, a palavra "AMIZADE" significa, amar o seu amigo, do jeito que ele é, aceitá-lo e apoiá-lo, seja nos momentos de luz e trevas, até porque todos nós um dia nós passamos ou vamos passar.
Por isso que em todo relacionamento tem que haver o diálogo, não de zoação, palhaçadas, mas sim de chegar, sentar e perguntar "O que há de errado?", "Quer me contar algo?". Isso não é só em namoro ou casamento, na amizade isso é essencial, pois se há amor, sinal que antes vocês foram amigos, bom na maioria dos casos.

E as conversas? Vão continuar? 
Claro que sim,  bom a não ser que você não queira. Bobeira sua, se você rejeitar ele(a) por causa disso. Até porque hoje em dia esse tema, assunto, é bem mais evoluído, não tem comparação, com a época dos nossos pais. Pois naquele tempo o preconceito era bem maior e hoje, os jovens ligam o f*****  para pessoas preconceituosas, não excluí,isso é feio, até porque isso é opção dele e não sua.

Como ajudá-lo?
Na minha opinião, não tem receita, instruções, nada. A solução para isso é você amá-lo(a), não importa se for amigo, pai, mãe, irmão....enfim isso é uma coisa pessoal, talvez a pessoa não te contou pelo fato de você achar, que coisa horrível, isso não é Deus, vai para o inferno.
Eu sou evangélica e mesmo afasta, eu digo, que na bíblia, é o livro da vida, nos dez mandamentos que Moisés fez, lá diz que amarás o seu próximo. E pelo que eu sei só quem pode julgar alguém é Deus. Ah em apocalipse diz que isso é coisa do demônio. E aí, só quem sabe para onde todos nós vamos é Jesus, não importa a religião. Eu que sou evangélica, mesmo afastada, te digo que pra julgar aparece mil, porém para te aconselhar, apoiar, cadê? Ninguém. Então amai o seu próximo, não importa a tua religião e não se esqueça que hoje você julga, amanhã será julgado e filhos todos nós um dia teremos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

* Retribuirei a visita
* Não xingue
* Responderei o comentário
* Obrigada por visitar